ISSN 1982-6621 On-line | ISSN 0102-4698 Impresso (até 2015)

EDUCAÇÃO POPULAR EM DIREITOS HUMANOS NO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO DE JOVENS, ADULTOS E IDOSOS: UMA EXPERIÊNCIA DO PROJETO MOVA-BRASIL

Dossiê

EDUCAÇÃO POPULAR EM DIREITOS HUMANOS NO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO DE JOVENS, ADULTOS E IDOSOS: UMA EXPERIÊNCIA DO PROJETO MOVA-BRASIL


POPULAR EDUCATION ABOUT HUMAN RIGHTS DURING THE LITERACY OF YOUNG, ADULT AND ELDERLY POPULATION: A EXPERIENCE OF PROJETO MOVA-BRASIL FRANCISCA RODRIGUES PINII *


FRANCISCA RODRIGUES PINI – Instituto Paulo Freire, São Paulo, SP, Brasil.


Clique aqui para baixar o artigo


RESUMO:

A adoção da teoria do conhecimento, formulada pelo educador Paulo Freire, foi o que orientou o Projeto MOVA-Brasil, em seus doze anos de existência (2003-2015). Concebido pelo Instituto Paulo Freire (IPF), pela Federação Única dos Petroleiros (FUP) e pela Petrobras, o Projeto MOVA-Brasil contribuiu com a transformação social dos territórios nos quais atuou. O processo metodológico do Movimento de Educação de Jovens e Adultos (MOVA) articulou o letramento e a politização ao exercício de cidadania como contribuição à incidência política nos espaços de participação popular. A práxis da Educação Popular em Direitos Humanos permitiu aos diversos segmentos sociais, entre os quais, sistema prisional, comunidades tradicionais, populações indígenas, quilombolas, ciganas, pessoas com deficiência, comunidades de pescadores, ribeirinhos, população do campo e urbana, em conjunto com educadores/as, a construção de processos educativos que dessem visibilidade à baixa oferta de serviços públicos e, ao mesmo tempo, que se inserissem nos espaços públicos, os quais, historicamente, estiveram alijados da participação democrática.

Palavras-chave: Alfabetização; Educação Popular; Direitos Humanos


ABSTRACT:

The uptake of the theory of knowledge, formulated by the educator Paulo Freire, was what guided the Projeto MOVA-Brasil during its twelve years of existence (2003-2015). Conceived by the Insitituto Paulo Freire (IPF), the Federação Única dos Petroleiros (FUP) and by the Petrobras, the Projeto MOVA-Brasil contributed for the social transformation of the terrritories where it acted. The methodological process of the Movimento de Educação de Jovens e Adultos(MOVA) articulated the practice of citizenship literacy and politicization as contribution to the political incidence in the spaces of popular participation. The praxis of Popular Education in Human Rights enabled the multiple social segments, among which are the prison system, traditional comunities, indigenous population, riverside population, people from the countryside and the urban area, combined with the educators, the construction of the educative processes that would give visibility to the low offering of public services and, at the same time, that included themselves in public spaces, which, historically, have been excluded from the democratic participation.

Keywords: Literacy; Popular Education; Human Rights


Recebido em: | Publicado em: