ISSN 1982-6621 On-line | ISSN 0102-4698 Impresso (até 2015)

MERLÍ: MESTRE DO DISCURSO E DA DESCONSTRUÇÃO DA ESCOLA. UMA ANÁLISE DO SERIADO ESPANHOL A PARTIR DA PSICANÁLISE E EDUCAÇÃO

Artigo

MERLÍ: MESTRE DO DISCURSO E DA DESCONSTRUÇÃO DA ESCOLA. UMA ANÁLISE DO SERIADO ESPANHOL A PARTIR DA PSICANÁLISE E EDUCAÇÃO


MERLÍ: MASTER OF SPEECH AND OF SCHOOL´S DECONSTRUCTION. AN ANALYSIS OF THE SPANISH SERIES ACCORDING TO PSYCHOANALYSIS AND EDUCATION


DOUGLAS EMILIANO BATISTA – Universidade de São Paulo, Faculdade de Educação, São Paulo, SP, Brasil.


Clique aqui para baixar o artigo


RESUMO:

Este artigo, com base nos estudos de Psicanálise e Educação e em suas concepções de linguagem simbólica (Simbólico), sujeito da enunciação, narcisismo (Imaginário), alienação e separação, e ainda mestria da linguagem, pretende analisar o principal personagem da série espanhola Merlí, o professor de filosofia homônimo que leciona no Ensino Médio. Tal análise é revestida de interesse posto que Merlí encarna um ideal de docência contemporâneo. Merlí, de acordo com este artigo, se posiciona como o “mestre” do discurso, além de desconstruir as regras da escola a fim de emancipar seus jovens discípulos das relações de poder que ocorrem em sala de aula. O artigo propõe que a posição narcísica de Merlí torna difícil aos alunos a conquista de um lugar de enunciação. No mais, a desconstrução radical da escola talvez confunda as relações de poder entre professores e alunos com os laços simbólicos entre eles, laços que são essenciais à formação.

Palavras-chave: Merlí; Psicanálise e Educação; Docência e contemporaneidade


ABSTRACT:

This article, based on Psychoanalysis and Education and their notions of symbolic language (Symbolic), subject of enunciation, narcissism (Imaginary), alienation and separation, and language mastery, intends to analyze the main character of the Spanish series “Merlí”, a philosophy teacher of the same name teaching in High School. This analysis is relevant because Merlí represents a contemporary ideal of teaching. According to this article, Merlí assumes the position of The master of speech. Besides, he intends to deconstruct School rules to emancipate his young disciples from power relations that occur in the classroom. The article proposes that Merlí’s narcissistic position creates difficulties for students to conquer a place of enunciation. In addition, the radical School’s deconstruction tends to confuse power relations between teachers and pupils with symbolic ties between them, ties that are essential to formation.

Keywords: Merlí; Psychoanalysis and Education; Teaching and contemporary


Recebido em: | Publicado em: