ISSN 1982-6621 On-line | ISSN 0102-4698 Impresso (até 2015)

1. ESCOPO E POLÍTICA

Educação em Revista é um periódico eletrônico de acesso aberto, publicação contínua, que tem como objetivo divulgar a produção científica inédita e relevante desenvolvida na área da Educação. Os manuscritos podem ser apresentados em Português, em Inglês e em Espanhol.

A revista encontra-se organizada em cinco seções:

a. Artigos: Reúne manuscritos inéditos que apresentem resultados de pesquisa empírica ou teórica ou revisão crítica sistemática e integrativa da produção científica e acadêmica na área.
b. Resenhas: Reúne manuscritos que apresentem leitura crítica de obras relevantes para a área educacional que tenham sido publicadas nos últimos 2 anos.
c. Palavra aberta: Reúne artigos de opinião sobre temas atuais de repercussão na área educacional.
d. Entrevistas: Reúne entrevistas inédita que apresentem contribuições relevantes para o campo educacional.
e. Dossiê: Reúne conjunto de artigos que abordam uma temática específica, concebido a partir de proposta recebida da comunidade acadêmica ou de chamada realizada pelos(as) editores(as).

Educação em Revista valoriza a originalidade dos manuscritos submetidos, sua importância para os(as) pesquisadores(as) da área de Educação, o rigor teórico-metodológico, a qualidade e a relevância das evidências que apoiam o argumento desenvolvido pelos/as autores/as.

Os manuscritos submetidos em Educação em Revista são previamente avaliados pela Comissão Editorial. Aqueles que responderem aos critérios editoriais são encaminhados para a avaliação do tipo duplo-cega realizada pelos pares. Os(as) avaliadores(as) deverão ter o título de doutor(a) e pertencer a alguma instituição científica nacional ou internacional. Os nomes dos(as) autores(as), dos(das) pareceristas e das instituições a que pertencem permanecerão em sigilo durante todo o processo. A revista publicará anualmente os nomes de seu corpo de pareceristas ad hoc.
Os manuscritos que estiverem fora dos critérios editoriais da Revista são devolvidos aos autores(as). Encontram-se neste grupo textos que não sejam originais; não abordem uma problemática central da área educacional; sejam meramente descritivos, sem desenvolver uma análise teórica e metodológica da questão abordada; sejam relatos de experiência; não apresentem contribuições relevantes para a análise da temática abordada; não apresentem elementos empíricos ou argumentações suficientemente desenvolvidas que fundamentem as suas análises e conclusões.

A Comissão Editorial pode vir a publicar artigo produzido a convite, com o intuito de contribuir com algum debate mais premente da área. Esse artigo será objeto de avaliação apenas pela Comissão Editorial.
Cada autor só poderá ter um manuscrito em tramitação, entre o início da submissão e a publicação final.
Será observado um intervalo de dois anos entre a publicação de manuscrito escrito pelo mesmo autor e o início de um novo processo de submissão.

Educação em Revista subscreve os códigos de conduta científica do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico/CNPq http://www.cnpq.br/web/guest/diretrizes) e as Normas de Boas Práticas para Editores de Revistas do Comité sobre Ética na Publicação – COPE http://publicationethics.org/resources/code-conduct.

2. NORMAS EDITORIAS

• O manuscrito deve ser inédito e relevante para a área, não sendo permitida sua submissão simultânea a outro periódico nacional ou internacional.
• O manuscrito deve ser dirigido para uma das seções: Artigo, Resenha, Palavra Aberta, Entrevista ou Dossiê deve ser submetido exclusivamente no formato doc pelo sistema online disponibilizado pela SciELO. http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_serial&pid=0102-4698&lng=pt&nrm=iso
• Todo manuscrito é submetido a sistemas de controle de plágio para verificação de sua autenticidade.
• O cadastro no sistema Scielo e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios não só para a submissão de manuscritos, como também para o acompanhamento de todo o processo editorial em curso.
• Exige-se, para submissão, que pelo menos um(a) dos(as) autores(as) tenha o título de doutor.
• Todos(as) os(as) autores(as) do manuscrito deverão ser nomeados(as) e vinculados(as) ao artigo exclusivamente no campo indicado no sistema de submissão. Isso garante que o artigo seja relacionado aos(às) autores(as) somente por meio desse sistema.
• Não será aceito manuscrito que contenha identificação de autoria em qualquer parte do texto, seja em notas de rodapé, referência bibliográfica ou propriedade do documento. Qualquer possibilidade de identificação dos(as) autores(as) deve ser retirada do texto e posteriormente, se aprovado, poderá ser reinserido. Qualquer dúvida sobre como remover essas identificações sugerimos que consulte o link abaixo: https://support.office.com/pt-br/article/Remover-dados-ocultos-e-informa%C3%A7%C3%B5es-pessoais-por-meio-da-inspe%C3%A7%C3%A3o-de-documentos-356b7b5d-77af-44fe-a07f-9aa4d085966f
• Trabalhos publicados em anais de conferências poderão ser aceitos, desde que o manuscrito sofra modificações para oferecer uma proporção significativa de elementos inéditos que justifique nova publicação.
• Os conceitos e opiniões expressos no manuscrito, bem como a exatidão e a procedência das citações, são de exclusiva responsabilidade dos(as) autores(as).
• Para atender às exigências de submissão baixe o documento FOLHA DE ROSTO, preencha os campos indicados e o salve em seu computador. Quando chegar ao final do Passo 4, submeta o documento salvo como documento suplementar.
• O manuscrito deverá seguir as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) ou da American Psychological Association (APA).

O manuscrito não deverá ultrapassar o número de palavras indicadas abaixo:

a. Artigo: Deve ter entre 6.000 e 12.000 palavras.
b. Resenha: Deve ter entre 1.500 e 3.000 palavras;
c. Palavra aberta: Deve ter entre 3.000 e 5.000 palavras;
d. Entrevista: Deve ter entre 3.000 e 5.000 palavras.

• Em todos os casos o título deve ter, no máximo, 20 palavras, no idioma do artigo e em inglês
• Os quadros, tabelas, gráficos, mapas e outros recursos visuais devem ser submetidos em tonalidades de cinza.

Devem também ser apresentados no fluxo do texto e com legenda completa. As imagens deverão ser digitalizadas com 300 dpi, no formato TIFF ou JPG.

• Margens: 3cm superior e esquerda, 2 cm inferior e direita.
• Fonte: Garamond (cor preta)
• Tamanho da fonte do corpo do texto: 12 pts
• Tamanho da fonte de 10 pts para citações longas; notas de rodapé; Legendas; paginação
• Espaçamento entre linhas 1,5 para todo corpo do texto e de 1,0 (simples) para citações diretas (mais de 3 linhas); notas de rodapé; legendas dos elementos especiais (gráficos, figuras, quadros e tabelas); referências Bibliográficas
• Recuo de primeira linha dos parágrafos: 2 cm

2.1 – NORMAS EDITORIAIS APENAS PARA SUBMISSÃO DE ARTIGOS ACADÊMICOS

• Resumo com, no mínimo, 120 e no máximo, 150 palavras no idioma do artigo e em inglês. Se o artigo for submetido em inglês, deverá conter o resumo em português.
• Mínimo de três e máximo de cinco palavras-chave no idioma do artigo e em inglês. Se o artigo for submetido em inglês, deverá conter as palavras-chave em português.
• A publicação de artigo que traz resultados de pesquisa envolvendo seres humanos e realizadas no Brasil deve conter a autorização do Comitê de Ética em Pesquisa (Coep).
• Artigos de autores(as) estrangeiros(as) devem seguir as normas éticas do seu país de origem.
• O(a) autor(a) deve declarar, obrigatoriamente em seu texto, (o)s órgão(s) de financiamento da pesquisa, quando houver; a instituição à qual está vinculado(a); instituições parceiras que tenham participado no desenvolvimento da investigação.

2.2 – NORMAS EDITORIAIS APENAS PARA SUBMISSÃO DE DOSSIÊS

• As propostas de dossiê temático poderão ser apresentadas por iniciativa da comissão editorial, que deverá lançar edital específico contendo as normas para sua elaboração, ou podem ser apresentadas por iniciativa da comunidade acadêmica, de acordo com as normas abaixo especificadas.
• As propostas de dossiê deverão ser encaminhadas por email (revista@fae.ufmg.br) à comissão editorial que tem o papel de analisa-las de acordo com o escopo e política da revista e aprova-las ou não.
• Não serão aceitas propostas cujos temas já tenham sido publicados em outros dossiês da revista nos últimos cinco anos, salvo justificativa teórica ou de outra natureza, a ser avaliada pela Comissão Editorial.
• A proposta deve conter no mínimo 6 e no máximo 8 artigos de pesquisadores(as) vinculados(as) a diferentes instituições nacionais e internacionais. Pelo menos 2 destes artigos devem necessariamente ser de autores(as) estrangeiros(as).
• As propostas de dossiê, na forma de texto, deverão ser enviadas pelo(a) organizador(a) do dossiê, por email (revista@fae.ufmg.br), à editoria da revista e devem conter as seguintes informações:

a) Título do dossiê proposto.
b) Nome e currículo resumido do(s) organizador(es) do dossiê.
c) Ementa e breve justificativa sobre a escolha do tema.

• Estrutura do dossiê, contendo:

a) Lista com títulos e resumos dos artigos que comporão o dossiê. Os resumos deverão conter: apresentação do problema, procedimentos de pesquisa, principais resultados e principais referências.
b) Nome e currículo resumido dos autores dos artigos que comporão o dossiê.

• O prazo para análise de uma proposta de dossiê é de dois meses, ao final dos quais os organizadores receberão um e-mail informando sobre o resultado.
• Serão considerados como critérios para avaliação das propostas:

a) Adequação à política editorial de Educação em Revista, especialmente em relação à sua contribuição para o avanço do conhecimento no campo educacional.
b) Relevância e originalidade dos artigos em relação aos temas abordados em outros periódicos educacionais no Brasil.
c) Clareza, coerência e organicidade dos artigos em relação à proposta como unidade temática.
d) Abrangência institucional e regional dos autores.
e) Inserção dos autores em relação às temáticas de seus artigos, bem como em relação à temática geral do dossiê.

• Caso a proposta seja aprovada, os autores deverão realizar a submissão dos artigos que comporão o dossiê através do sistema de submissão da revista, indicando a Sessão – Dossiê – para publicação (http://submission.scielo.br/index.php/edur/login), de acordo com os prazos definidos pela Comissão Editorial.
• O dossiê poderá apresentar manuscritos para todas as seções da revista, ou seja, artigos, resenhas, palavra aberta e entrevistas.
• Os manuscritos que compõem o dossiê deverão cumprir as mesmas normas editorias previstas para a submissão via demanda contínua.
• Após a submissão, os manuscritos serão avaliados pela Comissão Editorial segundo as mesmas regras e procedimentos adotados pela revista para os artigos de demanda contínua.
• Após essa etapa, os artigos serão também avaliados por pareceristas externos designados pela Comissão Editorial de Educação em Revista.
• Os artigos recusados não poderão ser reapresentados, mesmo que com outra versão.
• A Comissão Editorial poderá solicitar alterações e/ou exclusões de artigos do dossiê.
• Os organizadores deverão acompanhar a produção editorial do dossiê durante todas as etapas, atuando como intermediários entre os editores e os autores dos artigos para resolver questões relacionadas à revisão sugerida pelos pareceres externos, à revisão de linguagem e normalização bibliográfica, à sua edição e outras demandas que porventura surgirem relacionadas à produção do dossiê.
• Os organizadores deverão manter o sigilo durante todo o processo de avaliação pelos pares, conforme regras de avaliação cega da revista, bem como assegurar o cumprimento dos prazos durante o processo de avaliação e de editoração.
• Os organizadores ficarão encarregados de preparar um texto de apresentação do dossiê que comporá o editorial do número.
• Os organizadores deverão produzir um pequeno texto de divulgação para redes sociais sobre o dossiê.
• Os organizadores e os autores não serão remunerados pela revista.